Notícias

Saiba como minimizar os impactos do envelhecimento da pele

Por Jacqueline Moura/Itatiaia, 14/09/2020 às 13:07
atualizado em: 14/09/2020 às 13:11

Texto:

Com o passar do tempo tudo pode mudar, inclusive nossa pele. Na infância temos a chamada pele de bebê, que não quer apenas dizer pele nova, mas sim lisinha e sem marcas. É até uma espécie de elogio. Mas com o passar dos anos, a pele vai sentindo os efeitos do envelhecimento natural e também dos hábitos adquiridos ao longo da vida. A pele vai ficando mais flácida e com linhas. Ao alcançar a terceira idade ela chega a ficar bem fina, o que pode ocasionar feridas, infecções e coceira. 

“Em todas as camadas, a pele sofre um processo de atrofia. Ela vai ficando mais fina no decorrer dos anos, isso começa por volta dos 25, 30 anos, mas vai progredindo ao longo da vida. Até que, por volta dos 50 ou 60 anos, as pessoas já notam o afinamento mais intenso da pele e começa a aparecer a flacidez e afinamento a ponto de causar uma fragilidade na pele. Isso acontece por causa da redução do metabolismo celular. As células responsáveis pela produção de colágeno e matriz extracelular vão reduzindo”, explica Lucas Miranda, médico dermatologista da Unimed-BH. 

Segundo o especialista, o processo de envelhecimento da pele em homens e mulheres é similar. Mas é possível afirmar que nos homens o processo ocorre mais tarde, do que nas mulheres.

Estudos relacionam o efeito protetor da testosterona com o envelhecimento tardio da pele dos homens. É como se a testosterona pudesse proteger a pele do homem até aos sessenta anos. Depois disso, com a queda da produção do hormônio, os homens envelhecem mais rapidamente. 

Algumas alterações no estilo de vida podem ajudar a retardar o envelhecimento da pele. “Aumento da ingestão de água, prática de atividades físicas, manter sono regular, evitar tabagismo e alcoolismo, alimentação balanceada rica em anti-oxidantes, isso tudo garante boa saúde, além de garantir a saúde da pele”, detalha. 

Na terceira idade, a atenção com os cuidados com a pele deve ser redobrada. “Na terceira idade a pele já está bem fina, bem frágil. É necessário usar um protetor solar eficaz e reaplicar a cada três horas, hidratar bastante a pele, evitar tomar banhos muito quentes, aumentar a ingestão de água e reforçar a alimentação balanceada”, destaca Lucas Miranda, médico dermatologista da Unimed-BH.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link